NOVO LIVRO DE ITAMAR VIEIRA

Novo livro de Itamar Vieira Junior aguardado para meados deste ano. Aposta forte da Todavia. Itamar já bateu a marca dos cem mil exemplares vendidos com Torto arado, sua obra de projeção nacional.

Walter Porto. Folha de São Paulo, 10/04/2021, p. 37.

BRASIL x TCHECOSLOVÁQUIA

O radinho de pilha, levado aos estádios de futebol no final dos anos 1950, liquidou com os antigos narradores de rádio e começou a afirmar Pedro Pereira na recente Rádio Guaíba de Porto Alegre. E se o radinho de pilha o afirmou, a transmissão ao vivo de televisão o consagrou como o maior narrador esportivo do sul do Brasil em todos os tempos, inaugurando a duradoura fase de ouvido no rádio (onde ele narrava) e olho na TV (onde o jogo passava). Compartilhamos um registro raro: narração na íntegra do primeiro tempo de Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia, 03/06/1970, Estádio Jalisco, México (fonte: Rádio Guaíba).

Foi em uma tarde ventosa e ensolarada no dia 21 de outubro de 1973 que o Rio Grande do Sul perdeu o maior locutor esportiva de sua história. Pedro Carneiro Pereira, também piloto de fórmulas de turismo, competia no autódromo de Tarumã, em Viamão, pelo Campeonato Gaúcho da divisão 3. Seu carro chocou-se com o de Ivan Iglesias. Ambos os carros incendiaram, matando os dois pilotos. Pedro tinha 35 anos, era chefe de esportes e locutor esportivo oficial da Rádio Guaíba de Porto Alegre. 

Aqui o registro de um grande momento de sua meteórica carreira de radialista: Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia, estreia do Brasil na Copa de 70 e largada para o empolgante tricampeonato do México. A equipe da Guaíba na Copa: Pedro, Alceu Feijó, Edmundo Soares, Cid Pinheiro Cabral, Aparício Vianna e Silva, João Carlos Belmonte, Ruy Carlos Osterman e Flávio Alcaraz Gomes.

Com apenas cinco canais disponíveis para trazer o som do México para o Brasil, a Guaíba estabeleceu uma parceria com a Continental, do Rio de Janeiro. Isso significa que, ao microfone, além dos profissionais de Porto Alegre, atuaram o narrador Clóvis Filho, o comentarista Carlos Marcondes e o repórter Luis Fernando, pertencentes à equipe da Continental. Pela primeira vez, a transmissão chegava aos ouvintes via satélite utilizando os serviços da estatal Empresa Brasileira de Telecomunicações (Embratel). Estava formada a Grande Rede Brasileira dos Esportes, sob o comando da Guaíba e da Continental, mas incluindo emissoras dos estados de Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além de uma estação do Uruguai. A Copa de 1970 é a primeira com transmissão ao vivo dos jogos pela televisão. Além disto, atestando a importância da Guaíba no cenário nacional, o jornalista Flávio Alcaraz Gomes, um dos diretores da emissora, foi o escolhido para coordenar o trabalho das rádios brasileiras durante o certame.

Oportunidade rara: ouvir uma narração na íntegra de Pedro Carneiro Pereira. Primeiro tempo de Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia.